Assentados de Euclides da Cunha Paulista aprendem técnicas de processamento artesanal de peixes

Agricultores do Assentamento Nova Esperança, em Euclides da Cunha
Paulista, participaram, de 22 a 25 de setembro, de um curso sobre
processamento artesanal de carnes e peixes. A atividade foi ministrada
pelo analista de desenvolvimento agrário do Grupo Técnico de Campo
(GTC) de Teodoro Sampaio, Paulo Bitencourt Guanaes.

Durante o curso, os assentados aprenderam a retirar a pele e os
filés do peixe, conservar a carne em salga, que consiste na adição de
sal ao alimento em concentração elevada, e técnicas de defumação. O
analista ensinou também pratos diversos, como filé de peixe à
parmegiana, sashimi, linguiças, entre outros.

A capacitação agrega valor à produção com técnicas de processamento
da matéria-prima, possibilitando aprendizado e melhoria da renda para
as famílias assentadas.

O mesmo curso ocorreu entre os dias 15 e 18 de setembro no
Assentamento Santo Antônio, atendido pelo GTC de Mirante do
Paranapanema. Guanaes e a analista de desenvolvimento agrário Nancy
Queiroz desenvolveram a atividade.